Exclusivo

Militares ainda devem 37 milhões aos privados

Militares ainda devem 37 milhões aos privados

Alguns prestadores já vendem parte da dívida do Governo, que falha compromisso de regularização até 2021.

Há três anos que os hospitais privados aguardam pela regularização da dívida do Instituto de Apoio Social das Forças Armadas (IASFA). Em junho, segundo a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP), o encargo era de 37 milhões de euros. Mas este valor não inclui "a dívida vencida que, entretanto, alguns operadores venderam a instituições financeiras, pelo que o valor global das dívidas deve rondar os 50 milhões de euros", revelou a APHP ao JN. O Ministério da Defesa já admitiu que o valor rondará os 53 milhões.

Os prestadores privados de saúde convencionados com a Assistência na Doença aos Militares esperam pela liquidação da dívida desde 2019. Altura em que os ministérios da Defesa Nacional e das Finanças e o IASFA assinaram um memorando de entendimento, com um reforço orçamental de 45 milhões de euros, com o compromisso de regularização das dívidas acumuladas pela saúde dos militares nos três anos seguintes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG