Premium

Norte sem rastreios ao cancro da mama

Norte sem rastreios ao cancro da mama

Falta acordo para unidades de rastreio voltarem a funcionar. Estão por fazer milhares de exames essenciais para detetar doença.

As unidades de rastreio do cancro da mama do Norte estão fechadas porque falta renovar o acordo entre a Liga Portuguesa Contra o Cancro - Núcleo do Norte e a Administração Regional de Saúde (ARS). Ficam por fazer milhares de exames vitais para deteção precoce da doença.

As 19 unidades (15 móveis e quatro fixas) que a Liga tem na região, no âmbito do Programa de Rastreio do Cancro da Mama, estão prontas a trabalhar, mas a questão administrativa mantém as portas encerradas. Desde que fecharam em março, devido à pandemia de covid-19, nunca mais reabriram.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG