Exclusivo

Nove ONGA pressionam Governo a avançar com avaliação ambiental para novo aeroporto

Nove ONGA pressionam Governo a avançar com avaliação ambiental para novo aeroporto

Nove Organizações Não-governamentais de Ambiente (ONGA) pedem ao Governo que se realize uma Avaliação Ambiental Estratégica "o quanto antes" para encontrar uma solução para o novo aeroporto de Lisboa, disse o representante das ONGA, Domingos Leitão, ao JN. Para as nove organizações, a avaliação pode traduzir-se num "ganho de tempo" que permitirá ter uma "decisão fundamentada" num prazo de 12 ou 15 meses. Feitas as contas, o processo pode estar concluído entre setembro e outubro de 2023, defenderam.

As nove ONGA, que organizaram uma conferência de imprensa conjunta, esta terça-feira de manhã, no terreiro do paço, instam o Governo a avançar para o procedimento, "obrigatório por Lei", que permitirá a tomada de "uma decisão fundamentada, juridicamente segura, ambientalmente responsável" e que salvaguarde "o interesse público", defendem as organizações em comunicado.

Sem excluir qualquer hipótese a priori - exceto a opção do Montijo, que reprovam publicamente enquanto solução -, as ONGA defendem que as "alternativas a comparar deverão resultar do próprio processo de elaboração da AAE [Avaliação Ambiental Estratégica], como é tecnicamente correto, e não serem definidas previamente", lê-se no comunicado. A "verdadeira AAE" deverá ser suficientemente abrangente para abarcar novas alternativas para o novo aeroporto, disse o representante das organizações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG