Premium

Número de incendiários e de fogos cai para metade

Número de incendiários e de fogos cai para metade

GNR apanhou 19 pessoas em flagrante e identificou 138 por suspeita de atear incêndios até 28 de junho. Drones ajudam a prevenir ignições.

Há quatro anos que não havia um registo tão baixo de incêndios rurais em Portugal e o número de suspeitos de atear fogos também baixou substancialmente. Entre janeiro e 28 de junho, os militares detiveram cerca de metade dos incendiários presos em 2019 e há quatro vezes menos detidos do que em 2018. A GNR apanhou 19 incendiários em flagrante. No entanto, o comportamento negligente continua a ser o principal rastilho.

Os militares detiveram 41 incendiários em igual período do ano passado e 81 em 2018. O número de identificados por suspeita de crime de incêndio florestal também sofreu uma diminuição expressiva: 138 em 2020, 379 em 2019 e 701 em 2018. A GNR tem, neste verão, mais olhos no céu para prevenir e combater ignições nas áreas onde o risco de fogo é maior e o acesso mais difícil.

Outras Notícias