Covid-19

O balanço das 24 horas de um vírus que já se espalha pela Europa

O balanço das 24 horas de um vírus que já se espalha pela Europa

Itália, Espanha, Suíça, Áustria e Croácia são cinco países que registaram novos casos de infeção por coronavírus. Portugal tem, neste momento, um caso suspeito.

A epidemia está a espalhar-se pela Europa mas os países vizinhos de Itália - onde o número de mortos subiu para onze e o de infetados disparou para mais de 322 - comprometeram-se a manter as fronteiras abertas.

Ministros de Itália, França, Suíça, Áustria, Croácia, Alemanha e a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, reuniram-se esta terça-feira em Roma e decidiram "avaliar caso a caso" o possível cancelamento de grandes eventos.

Só esta terça-feira Itália registou mais de 100 novos casos, havendo agora contagiados em oito regiões diferentes. Apesar da maioria estar concentrada no norte do país, na Lombardia, também já há infetados na Toscana e Sicília (centro e sul de Itália). A polícia montou postos de controlo nas 12 cidades do norte que estão de quarentena.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte apontou o dedo a uma gestão inapropriada de um hospital para explicar a rápida disseminação do vírus.

"Agora sabe-se que houve uma gestão ao nível de uma estrutura hospitalar que não é completamente apropriada segundo os protocolos de prudência recomendados nestes casos e, certamente, contribuíram para a difusão", criticou Giuseppe Conte.

Espanha sem casos de transmissão

Espanha confirmou esta terça-feira três novos casos: um casal de turistas italiano, de férias em Tenerife (Canárias), que determinou a quarentena de cerca de mil turistas e funcionários do hotel onde estavam alojados em Adeje; e uma mulher de 36 anos, italiana, que vive em Barcelona e esteve de férias em Milão. Sendo este o primeiro caso confirmado na Península Ibérica.

Pedro Sánchez reuniu o conselho de ministros. E o conselho interterritorial do sistema nacional de saúde espanhol também reuniu para avaliar medidas de contenção do vírus. À entrada para essa reunião, o ministro da Saúde, Salvador Illa, sublinhou que "todos os casos são importados. Não temos demonstração nesta altura de nenhuma transmissão em Espanha".

O comité executivo do governo das Canárias também reuniu para decidir se tomará medidas adicionais. Em Adeje, a polícia fechou todos os acessos ao hotel (Adeje Palace), incluindo à praia. Só foi permitida a entrada de um empresário, que costuma abastecer de carne o empreendimento, e que levou um carregamento de mil máscaras, trezentas luvas e garrafas de água. As farmácias em Tenerife dizem que as máscaras estão quase esgotadas.

Portugal sem casos confirmados

Apesar dos casos suspeitos que têm surgido nas últimas 24 horas, Portugal não tem confirmações de infeção por coronavírus. O 16.º caso, de uma pessoa que estava internada no Hospital São João, deu negativo. O 17.º, que está no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, aguarda o resultado das análises.

Adriano Maranhão permanece como o único português infetado com Covid-19. O trabalhador do "Diamond Princess", atracado no Japão, foi transportado esta terça-feira para um hospital deste país.