Sondagem

Oposição vai de mal a pior com novo recorde negativo

Oposição vai de mal a pior com novo recorde negativo

Castigo aos partidos da Oposição é maior entre os eleitores mais velhos, os mais pobres e os que vivem na região do Porto. Saldo da avaliação é claramente negativo.

Se o socialista António Costa atravessa horas más, que dizer da alternativa? De acordo com o barómetro da Aximage para o JN, DN e TSF, volta a bater recordes, com 50% de avaliação negativas (apenas 21% positivas) e um saldo de 29 pontos negativos (em maio eram 18).

O cenário é particularmente difícil entre os mais velhos, que castigam o primeiro-ministro, mas também não acreditam na Oposição (saldo negativo de 36 pontos); entre os mais pobres (38 pontos); e entre os que vivem na região do Porto (39 pontos). No ecossistema partidário, só há saldo positivo para a Oposição entre os eleitores comunistas, com o sentimento mais negativo a prosperar entre quem vota no PAN, Iniciativa Liberal e Chega.

RUI RIO LIDERA

No que diz respeito à principal figura da Oposição, Rui Rio ganha vantagem sobre André Ventura. O social-democrata tem agora mais cinco pontos que o líder do Chega, com destaque para as regiões do Norte e do Porto. O líder da Direita radical está à frente no Sul e consegue um empate em Lisboa. Note-se que 20% dos inquiridos nem sequer são capazes de escolher uma figura que simbolize a liderança da Oposição.

Sem surpresa, o melhor resultado de Rio é entre os que votam no PSD (52%), ainda que cerca de um quarto dos sociais-democratas apontem para Ventura, que tem a quase unanimidade dos seguidores do Chega e vence também entre os eleitores do PAN. Catarina Martins é a preferida no BE, Jerónimo de Sousa na CDU, e João Cotrim de Figueiredo nos liberais.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG