O Jogo ao Vivo

Orçamento

PAN abstém-se na votação do OE2022 na generalidade

PAN abstém-se na votação do OE2022 na generalidade

O PAN vai abster-se na votação na generalidade do Orçamento do Estado para 2022, anunciou Inês Sousa Real. "Continua tudo em aberto para a votação final global", frisou.

"O PAN aceitou o caminho do diálogo e do compromisso em vez do caminho da rutura", frisou Inês Sousa Real, em conferência de imprensa, justificando que a decisão do partido Pessoas, Animais e Natureza (PAN) foi tomada "após ponderada análise nas últimas semanas" e face ao "momento complexo" que o país atravessa.

A porta-voz do partido sublinhou, no entanto, que "este orçamento não pode ser mais do mesmo" e que "as contas certas não podem continuar a justificar a falta de investimento".

"O PAN vai abster-se na votação na generalidade" e "continua tudo em aberto para a votação final global", anunciou Inês Sousa Real, alertando: "o orçamento jamais poderá sair, como entrou na generalidade".

Neste sentido, a líder do PAN elencou um pacote de medidas que teve "um acolhimento bastante expressivo por parte do Governo" e que espera ver acolhidas na discussão do OE2022 na especialidade.

Entre essas medidas, Inês Sousa Real realçou, no que toca ao combate à pobreza energética e à crise climática, "um pacote que visa garantir a adaptação das habitações", tendo o Governo se comprometido a inscrever no OE2022 "um programa nesse sentido".

Quanto aos transportes públicos, a porta-voz do PAN indicou que o executivo socialista se aproximou de outra das reivindicações do partido, "aumentando a verba disponível" com vista a uma maior oferta, e também "um maior investimento no plano nacional de mobilidade ativa".

PUB

O PAN congratulou-se ainda com "avanços significativos" no que toca às "carreiras dos técnicos auxiliares de saúde" e a garantia de que "todo o qualquer investimento no Novo Banco passa pela Assembleia da República", a criação de uma rede de bancos de leite humano, medidas para a floresta, o reforço da verba para a proteção animal e biodiversidade ou ainda uma campanha nacional de esterilização de animais.

Esta segunda-feira, a deputada não inscrita Cristina Rodrigues anunciou que se vai abster na votação na generalidade do Orçamento do Estado para 2022, considerando ser esse "o voto responsável" e aguardando acolhimento de novas propostas na especialidade.

Também a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira anunciou o mesmo sentido de voto, em entrevista à rádio TSF, "na esperança" de que o documento tenha "uma maior viragem à esquerda" durante a votação na especialidade.

O Orçamento do Estado tem votação na generalidade marcada para quarta-feira.

No domingo, o BE anunciou que votará contra o Orçamento do Estado para o próximo ano já na generalidade se não existirem novas aproximações ao Governo (juntando-se a idênticos votos de PSD, CDS-PP, Chega e IL), o que totaliza 105 votos contra o documento, que apenas tem votos a favor garantidos dos 108 deputados do PS.

Com as abstenções dos três deputados do PAN, das deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues, resta saber qual o sentido de voto dos dez deputados do PCP. Jerónimo de Sousa anuncia a decisão ao início da tarde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG