Exclusivo

Pandemia tira isenção de taxa moderadora a 211 mil utentes

Pandemia tira isenção de taxa moderadora a 211 mil utentes

Dispensa por insuficiência económica tem por base rendimentos de 2019 e estará a prejudicar milhares de pessoas. Dificuldades no acesso aos serviços públicos explicam quebra, diz ACSS.

Há cada vez menos utentes a beneficiar de isenção de taxa moderadora. Em outubro, eram menos 211 mil face a dezembro de 2019. Destes, quase 175 mil deixaram de beneficiar da isenção por insuficiência económica, num ano marcado pela crise socioeconómica e pelo aumento do desemprego provocados pela pandemia covid-19. As dificuldades de acesso aos serviços públicos e centros de saúde, o cálculo dos rendimentos com base em informação do ano anterior e o menor interesse dos utentes numa altura em que há cada vez mais prestações isentas de taxa explicam a diminuição.

Segundo dados enviados ao JN pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), em dezembro do ano passado, havia 4 468 075 utentes com inscrição ativa nos Cuidados de Saúde Primários e com pelo menos um benefício compatível com isenção de taxas moderadoras. Em outubro de 2020, esse número baixou para os 4 257 053.

Relacionadas

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG