Jornada Mundial da Juventude

Papa Francisco em Portugal na semana de 1 a 6 de agosto de 2023

Papa Francisco em Portugal na semana de 1 a 6 de agosto de 2023

O Papa Francisco vai estar em Portugal na semana de 1 a 6 de agosto de 2023, datas em que se realizará a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que levará centenas de milhares de jovens de todo o mundo a Lisboa. O evento chegou a estar previsto para 2022, mas foi adiado devido à pandemia.

As inscrições abrirão no início do próximo ano e todos, entre os 14 e os 30 anos, católicos ou não, estão convidados. A zona norte da frente ribeirinha, entre o Parque das Nações e a Bobadela, degradada e sem usufruto público, vai ser requalificada para receber o evento organizado pela Igreja Católica.

Após uma pandemia que obrigou a "travar a fundo" as preparações (a data inicialmente prevista era 2022), agora não há tempo a perder. Mais de 400 voluntários espalhados pelas 21 dioceses do país estão já a trabalhar na organização do megaevento. Foi criado ainda um Comité Organizador Local, órgão executivo que prepara a JMJ em Lisboa, explica Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023 ao JN.

O Governo anunciou também recentemente a criação de um grupo de trabalho, coordenado por José Sá Fernandes - que iniciará funções daqui a uma semana - , para acompanhar a preparação das jornadas e a requalificação urbanística da zona ribeirinha.

Será entre o Parque das Nações, Lisboa, e a Bobadela, Loures, que a JMJ vai acontecer. A escolha por esta parte da cidade obrigará à construção de uma ponte pedonal sobre o rio Trancão, que ligará os dois concelhos, uma obra que já arrancou, anunciou a Câmara de Lisboa este fim-de-semana. Os terrenos onde se localiza o Complexo Logístico da Bobadela começarão também a ser desocupados em breve.

Desafios logísticos

PUB

Na semana da jornada, entre 1 e 6 de agosto, um dos maiores desafios será alojar centenas de milhares de jovens no país. Uma "boa parte" ficará em casas de famílias e os restantes em pavilhões escolares, instalações militares, entre outras. "Mediante as necessidades estamos preparados para alargar o alojamento a Santarém e Setúbal. É uma experiência única e muito desafiante. Em questões logísticas é quase semelhante aos jogos olímpicos", compara Américo Aguiar.

Uma semana antes do encontro com o Papa, será realizada a atividade "Dias nas Dioceses" para quem queira vir mais cedo.

"Os jovens estarão espalhados por todo o país antes de virem para Lisboa. Estamos a fazer levantamento de quantos pode receber cada cidade, onde haverá atividades", explica o bispo auxiliar de Lisboa. A ideia é receber o maior número possível de participantes. "Não queremos que ninguém se sinta de fora. Aqueles que tenham mais dificuldades financeiras, dentro das nossas possibilidades, tentaremos que venham", avança. "Já estamos a ser contactados por países de todo o mundo, há muito o desejo de virem a Portugal", garante ainda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG