O Jogo ao Vivo

Nacional

Paulo Portas não se recandidata à liderança do CDS-PP

Paulo Portas não se recandidata à liderança do CDS-PP

O presidente do CDS-PP, Paulo Portas, comunicou, esta segunda-feira, à comissão política nacional centrista que não se recandidatará à liderança do partido.

Paulo Portas comunicou a decisão à comissão política do CDS-PP, que está reunida desde cerca das 21:00, na sede do partido em Lisboa, num encontro que antecede o Conselho Nacional de dia 7 de janeiro.

O Conselho Nacional, órgão máximo entre congressos, reunirá para marcar a reunião magna centrista, que será eletiva da liderança do partido em 2016.

PUB

Paulo Portas é o líder partidário há mais tempo em funções. A liderança de Paulo Portas no CDS-PP começou em 1998 no Congresso de Braga. Desde então, só esteve dois anos fora da direção centrista, o período entre 2005 e 2007, na presidência de José Ribeiro e Castro.

No dia 17 de dezembro, durante o jantar de Natal da concelhia de Lisboa, o líder centrista emocionou-se ao ouvir um apelo público para que permanecesse na liderança do partido, feito por Telmo Correia, "Meu caro Paulo, nunca, como hoje, o partido precisou tanto de ti. Nunca, como hoje, a tua sabedoria, a tua capacidade e a tua argúcia política serão tão importantes num ciclo, que ele próprio tão estranho, tão exótico e tão fora do comum. É evidente que esse é o desafio e o repto que ficam. O repto que fica e o voto que ficam é que, como família política, estejamos unidos no ano de 2016", afirmou Telmo Correia na altura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG