Exclusivo

Pico da quarta vaga daqui a um mês com 2000 casos diários

Pico da quarta vaga daqui a um mês com 2000 casos diários

Se nada se alterar, a quarta vaga de covid-19 atingirá o pico dentro de um mês, com dois mil casos diários. Será, ainda assim, um número abaixo dos 15 mil por dia registados em janeiro. Também inferior será o esforço exigido ao Serviço Nacional de Saúde: haverá 500 internados em enfermaria e até 150 em cuidados intensivos, estima a plataforma Covid-19 Insights, da Nova de Lisboa.

A crescer a ritmo acelerado estão o Algarve e Lisboa e Vale do Tejo. Cálculos feitos para o JN por Óscar Felgueiras, da Faculdade de Ciências do Porto, indicam que a incidência algarvia cresceu, esta semana, 91% face à anterior, para 160 casos por cem mil habitantes. Em Lisboa, a subida foi menor (58%), mas a incidência disparou para 223 casos por cem mil habitantes. Muito abaixo estão Norte (61 casos, mais 5%) e Centro (52 casos, mais 25%).

As estimativas da Covid-19 Insights apontam para números muitos inferiores aos de meados de fevereiro, mas a evolução recente exige a tomada de medidas, defendem especialistas ouvidos pelo JN. "No pico desta vaga, não estará em causa a oferta assistencial do serviço de saúde, mas devemos tomar medidas para o antecipar", afirma Pedro Simões Coelho, coordenador da plataforma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG