Anúncio

Pires de Lima sai do CDS-PP

Pires de Lima sai do CDS-PP

António Pires de Lima anunciou, este sábado à noite, que vai deixar "a partir de amanhã" de ser militante do CDS-PP.

"O partido bateu no fundo", disse em entrevista à "SIC Notícias". O ex-ministro da Economia é mais uma baixa no partido, depois do anúncio de saída, no mesmo dia, de nomes como Adolfo Mesquita Nunes, Manuel Castelo-Branco, Inês Teotónio Pereira e João Maria Condeixa.

"Digo isto com a maior das tristezas, para mim, é o fim da linha. A partir de amanhã [domingo], deixarei de ser militante do CDS", afirmou Pires de Lima. Para o economista, "o que o atual presidente do CDS fez nas últimas 48 horas foi a maior desqualificação aos militantes", acrescentou.

Pires de Lima vai mais longe e diz mesmo que não está "em condições de recomendar o voto" em Francisco Rodrigues dos Santos, nas próximas eleições legislativas.

O Conselho de Jurisdição do partido deu razão a Nuno Melo, que disputa a liderança contra o atual presidente centrista, considerando "nula e sem qualquer efeito a convocatória do Conselho Nacional".

Este último órgão decidiu, na sexta-feira à noite, o adiamento do congresso do CDS, possibilitando que Francisco Rodrigues dos Santos dispute as eleições legislativas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG