Lisboa

Presidente do Santander em Portugal morreu infetado com Covid-19

Presidente do Santander em Portugal morreu infetado com Covid-19

António Vieira Monteiro, presidente do Conselho de Administração do Santander em Portugal, morreu vítima de infeção pelo novo coronavírus, apurou o JN/Dinheiro Vivo.

O empresário de 73 anos estava há alguns dias internado nos cuidados intensivos no hospital Curry Cabral, em Lisboa. A morte de António Vieira Monteiro é a segunda provocada por Covid-19 em Portugal. A primeira foi a de Mário Veríssimo, paciente de 80 anos, que estava internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e que sofria de vários problemas de saúde.

Desde que voltou para Portugal, o empresário não chegou a ir ao Santander, o que significa que não esteve em contacto com os funcionários do banco.

Vieira Monteiro era "chairman" do banco Santander Totta desde início de 2019, depois de ter ocupado o lugar de presidente executivo (CEO) entre 2012 e o ano passado, cargo em que foi substituído pelo atual presidente, Pedro Castro Almeida.

Quando abandonou a liderança executiva do Santander Totta, Vieira Monteiro, considerou que deixava o cargo com o banco "preparado para continuar a enfrentar o futuro" e salientando que, quando assumiu a liderança, a instituição "não era quase nada".

Na mesma altura, Vieira Monteiro apontou ainda a "aposta calculada" nas empresas como um dos fatores do sucesso da instituição. "Ao fim de sete anos, eu vou continuar no banco, vou ser presidente do Conselho de Administração e, portanto, vou continuar no banco, acho que já tenho idade de deixar a parte executiva, já que vou fazer 73 anos, [...] mas aquilo que hei de dizer é que há sete anos quando entrei o banco não era quase nada", afirmou.

Outras Notícias