Balanço

Lisboa e Vale do Tejo com quase metade dos nove mil novos casos de covid-19

Lisboa e Vale do Tejo com quase metade dos nove mil novos casos de covid-19

Houve quase nove mil novos casos de covid-19 em Portugal, nas últimas 24 horas, período durante o qual a doença matou mais 11 pessoas. A região de Lisboa e Vale do Tejo soma quase metade dos contágios.

Tal como já tinha antecipado, esta quarta-feira, a ministra da Saúde, ao dar conta de quase nove mil novos casos de covid-19 em Portugal, o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) contabiliza hoje 8937 infetados, o que eleva para 1 242 545 o número total de casos confirmados desde março de 2020. Por outro lado, recuperaram da doença mais 3754 pessoas, havendo atualmente mais de 78 mil doentes ativos (mais 5172 do que ontem).

A barreira dos nove mil casos num só dia não era ultrapassada há vários meses. O número de hoje reflete, assim, um grande aumento quando em comparação com os números de ontem, quando foram contabilizados 5754 contágios, e da quarta-feira passada, quando houve 5800 infeções.

Quase metade dos novos contágios (47%) foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, que soma mais 4221 infeções. Segue-se o Norte, com 2541 casos, o Centro, com 1272, o Algarve, com 353, e o Alentejo, com 183. Na Madeira, há mais 282 contágios e nos Açores 85.

Internados com aumento ligeiro em dia com 11 mortes

Nas últimas 24 horas, morreram em Portugal mais 11 pessoas por doenças associadas à infeção com Sars-CoV-2: três em Lisboa e Vale do Tejo, três no Centro, duas no Norte, duas no Algarve e uma na Madeira.

Quanto ao número de internados nos hospitais, a tendência mantém-se crescente, embora hoje com uma subida ligeira: há mais cinco doentes em enfermaria (909 no total), com as unidades de cuidados intensivos a albergarem 155 pacientes (mais dois do que ontem).

PUB

Em dia de atualização da matriz de risco (consulte aqui o mapa), a incidência de novos casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias aumentou para 579,3 (558,5 na segunda-feira) e o risco de transmissibilidade (Rt) manteve-se em 1,07.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG