Entrevista

Ramalho Eanes apela aos mais velhos que cedam ventilador a quem tem "mulher e filhos"

Ramalho Eanes apela aos mais velhos que cedam ventilador a quem tem "mulher e filhos"

Ramalho Eanes apelou esta quarta-feira aos mais velhos para, "se for necessário", oferecerem o ventilador "ao homem que tem mulher e filhos".

Em entrevista à RTP, o antigo presidente da República afirmou que "é preciso ultrapassar o medo" e considerou que esta crise não se vai resolver "fechando-nos nos nossos interesses".

Ramalho Eanes falou de outras crises que foram ultrapassadas, como a de 1918 (da gripe espanhola), pelos portugueses e diz que "não é admissível que haja portugueses que não têm de comer e onde dormir".

Às questões económicas e políticas, nomeadamente sobre o momento crítico para traçar o futuro comunitário da União Europeia, Eanes juntou uma análise social, em forma de apelo, lançado aos mais velhos: "Eu tenho 85 anos. Nós, os velhos, devemos pensar que a nossa situação é igual à dos outros. E se alguma coisa há, é a obrigação suplementar de dizer aos outros que isto já aconteceu, que se ultrapassou".

Com a certeza de que a pandemia vai afetar velhos e novos, é a quem tem mais idade que pede o exemplo: "Não saímos de casa, recorremos sistematicamente aos cuidados que nos são indicados e mais, quando chegarmos ao hospital, se for necessário, oferecemos o nosso ventilador ao homem que tem mulher e filhos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG