O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Subsídio de risco covid é curto e só para alguns

Subsídio de risco covid é curto e só para alguns

Há casos em que o acréscimo dá cerca de cinco euros por dia. Sindicatos falam em discriminação, propaganda e pedem transparência.

O subsídio extraordinário de risco para os profissionais de saúde envolvidos no combate à covid-19 já começou a ser pago em alguns hospitais e a insatisfação está a crescer. Ou porque ficaram de fora ou porque receberam valores "irrisórios", na ordem dos cinco euros por dia de trabalho com doentes covid-19. A portaria que regulamenta a atribuição do subsídio bimensal levanta dúvidas e ninguém sabe com o que contar. Tal como aconteceu com o prémio covid, pago em 2020, os sindicatos acusam o Governo de propaganda, discriminação e exigem transparência.

O primeiro pagamento, relativo a janeiro e fevereiro, ocorreu no final de março em algumas instituições. A maioria dos hospitais ainda está a identificar o pessoal que reúne os requisitos para o subsídio e os pagamentos devem ser processados, com retroativos a janeiro, no final do mês.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG