Exclusivo

Teletrabalho obrigatório a partir de 27 e mais medidas à vista

Teletrabalho obrigatório a partir de 27 e mais medidas à vista

Reunião extraordinária do Conselho de Ministros antecipa "semana de contenção". Especialistas preocupados com previsível escalada de casos pediram mais restrições, Costa acedeu.

O Governo vai anunciar, na terça-feira, a antecipação de algumas medidas de combate à pandemia que apenas estavam previstas para a semana de 2 a 9 de janeiro, a chamada "semana de contenção". Entre elas estará o teletrabalho obrigatório, mas a lotação de espaços também vai ser reavaliada.

Assim, em vez de entrar em vigor a 2 de janeiro, o teletrabalho obrigatório vai vigorar a partir da próxima semana, com início a 27 de dezembro. Tal como já estava previsto, aplica-se às empresas em que isso seja viável. Quando se manifeste impossível, deixa de ser obrigatório. A medida consta da lista de anúncios que o primeiro-ministro fará na terça-feira, no fim da reunião extraordinária do Conselho de Ministros. A reunião estava apenas prevista para quinta-feira, mas o Governo decidiu antecipá-la para terça-feira de manhã pois vão ser anunciadas medidas "com impacto na vida das pessoas" e "convém que sejam tomadas com antecedência, tendo em vista tornar possível uma melhor preparação e adaptação", disse fonte do Governo à Lusa. A decisão de antecipar a reunião foi motivada por "propostas recebidas pelo grupo de epidemiologistas que têm apoiado o Executivo", acrescentou a mesma fonte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG