O Jogo ao Vivo

Ciência

Três projetos tecnológicos financiados com 7 milhões de euros

Três projetos tecnológicos financiados com 7 milhões de euros

O Programa Pathfinder Open do Conselho Europeu de Inovação atribuiu sete milhões de euros a três projetos portugueses dedicados ao desenvolvimento de novas tecnologias inovadoras.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, esta verba significa que Portugal conseguiu uma taxa de captação de 4% do orçamento total do instrumento de financiamento europeu, que tem um valor de 174 milhões de euros.

A Neurosense, a CATCHER e a NanoXCAN foram os projetos de I&D (investigação e desenvolvimento) distinguidos pelo Pathfinder Open. O Neurosense é dedicado à área da saúde e é desenvolvido pelo Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto, assim como o NanoXCAN que é dirigido pelo IST-ID (Associação Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento). O CATCHER trata da área das energias renováveis e é liderado pela NOVA.ID.FCT, uma Associação para a Inovação e Desenvolvimento da Faculdade Ciências e Tecnologias (FCT).

Os projetos de I&D que visam o desenvolvimento de novas tecnologias inovadoras, disruptivas e revolucionárias, em estágio inicial e de diversas áreas, são os alvos do instrumento financeiro do Conselho Europeu de Inovação.

Com esta captação de verbas, Portugal mais que duplicou o objetivo global de conseguir atrair 2% do orçamento do Horizonte Europa. O programa financia ainda 10 entidades envolvidas em consórcios internacionais e interdisciplinares. Foram apresentadas 908 propostas de instituições de ensino superior e de investigação, das quais 29% são do setor privado e destas 67% são de Pequenas e Médias Empresas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG