Exclusivo

Um quarto da população queixa-se de ansiedade, depressão e stress

Um quarto da população queixa-se de ansiedade, depressão e stress

Indicadores de saúde mental ainda não recuperaram níveis pré-pandemia, mas sintomas diminuíram significativamente neste ano.

Quase um quarto da população adulta continua a referir sintomas de ansiedade moderada ou grave, depressão e perturbação de stress pós-traumático, agravados com a pandemia de covid-19, mas parece estar a adaptar-se, pois as percentagens diminuíram significativamente neste ano, embora continuem superiores ao pré-pandemia.

Os dados, antecipados ao JN, são da análise de uma amostra longitudinal que, entre maio e julho deste ano seguiu 1940 (1231 indivíduos da população geral e 709 profissionais de saúde) das 6079 pessoas (2095 profissionais) inquiridas no período homólogo do ano passado, no estudo nacional sobre saúde mental e covid-19, realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), em parceria com a Faculdade de Medicina de Lisboa e a Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental SPPSM), designadamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG