Astronomia

Vem aí uma chuva de Perseidas: Lua Nova vai ajudar a ver

Vem aí uma chuva de Perseidas: Lua Nova vai ajudar a ver

A famosa chuva de meteoros das Perseidas do mês de agosto atinge o pico na noite de amanhã, dia 12 de agosto, entre as 20 horas e as 23 horas. Para ver o céu a olho nu o melhor momento é a partir das 21.30 horas de amanhã.

Com a Lua Nova, os dias 12 e 13 de agosto têm as melhores condições para a observação da chuva de meteoros. Leonel Godinho, responsável e um dos fundadores do Observatório do Lago Alqueva, diz que a chuva "coincide com a Lua Nova, o que permite ter o céu muito mais escuro e ver com mais facilidade a chuva de estrelas". Leonel Godinho comenta ao JN que este ano já conseguiu observar algumas das estrelas cadentes e que "são extraordinárias, são mesmo muito grandes".

A habitual chuva de meteoros das Perseidas começou no dia 17 de julho e termina a 24 de agosto. "As Perseidas são muito populares, por terem uma alta taxa de meteoros e ocorrem todos os anos no verão". Este ano, estima-se que na noite de dia 12 passem 110 meteoros por hora, refere o Observatório Astronómico de Lisboa.

O responsável do Observatório do Alqueva refere que os sítios mais indicados para ver a chuva são locais "sem poluição luminosa, longe das cidades e onde não haja luz branca nas proximidades". O OAL explicou ao JN que, com as condições adequadas para a observação da chuva de estrelas, a hora indicada é a partir das "22.15 horas quando inicia a noite fechada (crepúsculo astronómico vespertino) e até às 23 horas, período de atividade máximas".

Monsaraz e Soutelo são alguns dos locais com visitas guiadas para observar a chuva de estrelas, com o Observatório do Lago Alqueva e a Borealis On Trekking, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG