A comunidade cigana de Loures acusa André Ventura de a tratar como bode expiatório, aumentando a discriminação em áreas como o trabalho e a habitação.

Etnia

Ciganos acusam Ventura de os tratar como bode expiatório

Ciganos acusam Ventura de os tratar como bode expiatório

Numa reportagem da Agência France-Presse, que acompanhou o trabalho da Techari Associação Nacional e Internacional Cigana, diferentes membros da comunidade dizem-se discriminados, nomeadamente no acesso a postos de trabalho.

A associação representa cerca de quatro mil pessoas e trabalha com projetos-piloto de integração, como a presença de mediadores numa escola de São João da Talha, que ajudam no dia-a-dia os jovens membros da comunidade.

O partido de extrema-direita Chega adotou uma linha dura contra a população cigana e, em entrevista à AFP, André Ventura acusa a comunidade de abuso de benefícios sociais e de viver do crime.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG