Vasco e Luís Ulrich, de 12 e 11 anos, são as únicas crianças que integram a viagem inaugural do Caminho Marítimo até Santiago em Portugal. Ambos partiram de Cascais num veleiro do bisavô, juntamente com os pais e um tio.

Caminho

Vasco tem 12 anos e viaja com o irmão, de 11, num veleiro até Santiago

Vasco tem 12 anos e viaja com o irmão, de 11, num veleiro até Santiago

Vasco diz estar a gostar da experiência, mas garante ser "impossível não enjoar". "Às vezes, pode ser um pouco entediante, porque são muitas horas no mar, mas há sempre coisas a fazer", confessa ao JN.

Para o rapaz de 12 anos, o caminho não é para ser feito com pressa, até porque, como fez questão de frisar, não se trata de uma "corrida". "Demoramos o nosso tempo e usamos pouco o motor", esclarece, recordando que o objetivo é a viagem ser feita à vela em respeito pelo ambiente. E nem a história fica esquecida: "Eu sinto que é assim uma viagem espiritual para ficar mais perto de Deus. É para ir onde se diz que estão os restos mortais do apóstolo de Jesus, Santiago".

As faltas à escola, essas, serão compensadas com um trabalho e até já há tema. "Será sobre o Caminho, a explicar porque é que é feita a peregrinação e que caminhos há", elucida Vasco. "A escola permitiu porque já era fim do ano letivo e já não vou aprender nada. Aqui, já aprendi sobre os bacalhaus, sobre a estrutura de um barco e sobre pescadores", elucida Luís.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG