Opinião

Inclusão contra a excomunhão de Biden

Inclusão contra a excomunhão de Biden

Os bispos norte-americanos, pelo menos alguns, queriam excomungar o presidente Joe Biden.

Pois é disso que se trata quando se pretende vedar o acesso à comunhão aos políticos que não se opõem a leis que defendem o aborto e a eutanásia. Pretendiam discutir essa questão e aprová-la na próxima reunião da Conferência Episcopal norte-americana, em junho. Puseram a questão à Congregação da Doutrina da Fé (CDF), a qual impôs ponderação e algumas exigências para essa tomada de decisão.

Na semana passada, a revista America, editada pelos jesuítas norte-americanos, divulgou a carta de resposta da CDF. Este organismo da Cúria Romana solicitou aos bispos que promovam um "diálogo sereno" dentro do episcopado norte-americano. Pediu também que sejam ouvidos nas diferentes dioceses católicos envolvidos na política. Concluídos esses diálogos, os bispos deverão encontrar um consenso para determinar normas concretas sobre esta questão, devendo olhá-la da forma mais abrangente possível. A CDF não quer que se dê a impressão que "o aborto e a eutanásia constituem as únicas matérias graves da doutrina moral e social católica a requererem a mais alta prestação de contas da parte dos católicos".

Na sua carta a CDF chama a atenção para um documento produzido por esse organismo, em 2002, no qual, para além do aborto e da eutanásia, mereciam o mesmo tratamento questões como "a tutela social dos menores", algumas "modernas formas de escravidão", a liberdade religiosa, "o progresso para uma economia que esteja ao serviço da pessoa humana" e a paz. Trata-se de uma nota doutrinal sobre a participação dos católicos na política, assinada pelo então cardeal Joseph Ratzinger, futuro Bento XVI.

Sublinhe-se que a iniciativa dos bispos americanos está totalmente em contracorrente com aquela que é a tendência deste pontificado. Não se vivem tempos de excomunhão, mas de misericórdia e de inclusão. É este o dinamismo que o Papa Francisco tem vindo a estimular na Igreja. A única nota dissonante desta sinfonia do acolhimento será, porventura, a resposta da CDF às dúvidas sobre a bênção das uniões homossexuais.

*Padre

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG