Opinião

Mais medo do telemóvel do que do vírus

Mais medo do telemóvel do que do vírus

Não nos importamos que Google e Facebook saibam tudo sobre nós. Não nos importamos que todos saibam o que visitamos, o que pesquisamos, onde clicamos.

Não nos importamos que nos tentem vender tudo e mais alguma coisa sem irmos à loja. Mas usar os telemóveis, mesmo de forma anónima, para conter o vírus já é um problema. A Covid-19 também põe a nu a hipocrisia sobre os limites do direito à privacidade.

A tecnologia odiada por uns e criticada por outros tantos é a mesma que permitiu que a economia, as relações sociais, o ensino, a saúde, etc., não colapsassem nesta quarentena que marcará a História da Humanidade. Portanto, é de estranhar que a monitorização através do telemóvel dos casos positivos ou possíveis infetados pelo coronavírus esteja a levantar tanta polémica, mesmo que possa ter contribuído para travar a doença em países como, por exemplo, a Coreia do Sul.

Em Portugal, a ideia de usar o telemóvel para rastrear os casos de pessoas infetadas consta da carta que 167 personalidades enviaram a Marcelo Rebelo de Sousa e a António Costa, defendendo um conjunto de medidas que possibilitem um regresso à normalidade possível.

A Comissão Europeia recomenda. A Itália multiplica aplicações. A Rússia, Singapura e China controlaram cadeias de transmissão recorrendo à solução. Outros países seguem o mesmo rumo.

Portugal também tem de estar preparado. Acertar um modelo de controlo é tão sensível como importante. E, antes de abanar com a bandeira da privacidade, é preciso saber em que condições será feita a monitorização, por quem e que mecanismos de identificação serão usados. Depois discutimos. O debate sobre a privacidade ainda vai com o rastilho longo, mas, mal o estado de emergência termine, veremos o rastilho a encurtar e a preparar-se para explodir a qualquer momento. Greves, manifestações, marchas silenciosas. Não nos admiremos com o que vem a seguir, porque não será apenas a privacidade que nos irá faltar.

Diretor-adjunto

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG