BENFICA NO CORAÇÃO

Em que mais estamos a ser enganados?

Em que mais estamos a ser enganados?

A "novela" (com guião da SAD) com Luís Filipe Vieira no papel principal e Bruno Lage como ator secundário, teve mais um lamentável episódio na noite de segunda-feira!

Acabado o jogo do Funchal, o treinador - na "flash interview" - veio expressar a sua confiança no apoio da Direção e dos jogadores, para o presidente, logo de seguida, vir dizer que o treinador tinha colocado o lugar à disposição.

Ontem, quando os mais incautos "juravam" que Lage se tinha demitido, fomos "surpreendidos" com um comunicado onde se anunciava que, afinal, estavam a negociar a sua saída, para hoje termos ficado a saber que essa saída nos vai custar milhões de euros tantos quanto os que Vieira ofereceu a Lage quando todos percebiam que já nada ia bem no balneário.

E se é verdade que se ele sempre disse que não percebia nada de futebol, sabemos agora que a língua portuguesa também não é o seu forte, porque ao ouvir "tenha forças para continuar" entendeu um "tem o meu lugar à sua disposição"!

Uma confusão tremenda e, pior que tudo o resto, um amadorismo enorme na gestão de uma crise. Qual foi a solução da (famosa) estrutura profissional do Benfica para degradação da situação das últimas semanas? Procurar inverter os maus resultados, proteger o grupo e aparecer publicamente retirando os holofotes dos jogadores e do treinador? Não!

A solução da estrutura (caríssima) foi encontrar formas de culpar o treinador de todas as más decisões da temporada - mesmo das que não são da sua competência - e apresentar Luís Filipe Vieira como uma vítima.

O Benfica pagará os milhões de outro contrato renovado meses antes, sem qualquer precaução, assumindo mais quatro anos de vencimentos devidos a Bruno Lage.

É este o projeto? A verdade, nua e crua, é que estamos mais longe do 38, por incompetência de quem tomou decisões.

Os mesmos erros de sempre, manchados pela ajuda de sempre ao F. C. Porto, sempre que o mesmo está à beira do precipício!

A subir

A força dos sócios do Benfica, cada vez mais empenhados na mudança de paradigma na gestão do clube, preferindo o sucesso desportivo ao "negócio".

A descer

A apatia da equipa de futebol, fruto da instabilidade promovida por Luís Filipe Vieira.

*Adepto do Benfica

Outras Notícias