Lisboa

Câmara não autorizou "marquise" de CR7 que indignou arquiteto

Câmara não autorizou "marquise" de CR7 que indignou arquiteto

Foi com nítido desagrado que o arquiteto José Mateus avaliou a "marquise" no luxuoso duplex que Cristiano Ronaldo comprou num edifício projetado pelo seu ateliê, em Lisboa. Descreve as alterações efetuadas pelo craque como "o autogolo de CR7". A Câmara diz que não recebeu qualquer pedido para a realização da obra nem queixas.

"A admiração e respeito que tinha por Cristiano Ronaldo, um atleta exímio e inspirador, um exemplo para todos que muitas vezes referi perante os meus filhos e alunos, desmoronou-se num ápice", escreveu José Mateus nas redes sociais.

O arquiteto acrescentou que o craque "comprou um apartamento no edifício Castilho 203, cuja arquitetura foi desenhada pela ARX". "Atelier que fundei com o meu irmão Nuno em 1991 e que baseia o seu trabalho, tal como CR7, numa dedicação extrema, níveis de exigência altíssimos, trabalho diário duríssimo", sublinhou.

Por isso, "assistir ao desrespeito e à conspurcação de forma ignóbil do nosso trabalho, da nossa arquitetura, sem ter cumulativamente a anuência dos arquitetos, dos vizinhos e sem projeto aprovado pela CML, construindo à bela "maneira antiga" uma marquise no coroamento do edifício, é algo a que não vou assistir parado", declarou.

Contactada pelo JN, a Câmara de Lisboa confirmou não existir "qualquer pedido ou autorização posterior a 2020, solicitando alterações ao projeto desenhado pelo arquiteto José Mateus", adiantando também não ter recebido "qualquer queixa" a propósito da "marquise". O Executivo de Fernando Medina notou ainda que "não deixará de fiscalizar as situações reportadas, através de queixa de cidadãos ou de relatos na imprensa, e de pugnar pelo cumprimento da legalidade urbanística".

Entretanto, em declarações a uma televisão, Medina afirmou que "não tinha havido nenhuma inspeção" anterior à casa, na qual "foram feitas alterações ao licenciado no município". "Brevemente será feita uma inspeção e a legalidade será reposta com tranquilidade e normalidade", acrescentou o autarca.

PUB

"Hoje marcou um autogolo"

José Mateus parece disposto a ir até às últimas consequências: "há cultura, há autorias, há regras, há respeito pelos outros e pelo trabalho dos outros, há civismo, há princípios que não admito que sejam atropelados. Seja por quem for".

"Inúmeras vezes vibrei com a arte de CR7, emocionei-me com os seus golos extraordinários. Hoje marcou um autogolo, aquele que me ficará gravado para sempre, na minha arquitetura, e sob a forma de um profundo desprezo", concluiu o responsável pelo projeto arquitetónico original.

Ronaldo comprou a penthouse por mais de sete milhões, já com várias comodidades incluídos, mas ainda lhe acrescentou detalhes que estão agora a causar polémica. A "marquise" da discórdia serve de ginásio, como Georgina mostrou num vídeo partilhado esta quinta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG