Polémica

Bruno de Carvalho: "Destruiu-se o homem que levou o Big Brother às costas"

Bruno de Carvalho: "Destruiu-se o homem que levou o Big Brother às costas"

Na única conferência de imprensa que deu depois de sair do Big Brother Famosos, Bruno de Carvalho arrasou a produção do programa e a TVI. E anunciou que vai dar entrada com vários processos e alertar entidades internacionais.

Ataque em todas as direções. Depois de ter dado negas à TVI para entrevistas após a expulsão do Big Brother Famosos, no passado domingo, Bruno de Carvalho falou ao início da tarde desta quarta-feira com os jornalistas numa sala do Hotel Radisson Blue, junto ao estádio do Sporting, clube do qual foi presidente.

Acompanhado por um segurança, o DJ começou por falar na "bonita história de amor com a Liliana que, essa sim, devia dar audiências" e lamentou "ter passado por manipulador". "Destruiu-se um homem na última gala. O homem que levou o programa às costas e que compreendia o jogo. Demos as coisas mais lindas a um 'reality show' neste país", considerou.

PUB

O empresário referia-se à queixa que deu entrada no Ministério Público sobre o alegado comportamento violento sobre a cantora Liliana e da qual só teve conhecimento "cinco minutos antes de a gala começar, através da advogada". "Fui chacinado, porque não me caracterizo neste perfil!", acrescentou o ex-dirigente leonino, acusando a produção da Endemol de exercer uma "pressão inadmissível" sobre a ex-Non Stop.

"A Lili teve, inclusivamente, de ir ao psicólogo com tanta pressão da produção. Passava a ideia de que era um manipulador, mas era ao contrário, só a queria proteger", considerou, acrescentando que a "alegada manipulação" que fez no jogo "estava a dar audiências". "A determinada altura, a produção não tinha vontade que a nossa relação continuasse, porque ela dava-se com mulheres. Obviamente recusei!"

O DJ, que lamentou "ter traído a namorada cá fora", garantiu ainda que a cantora quis sair nesta terça-feira mas foi ameaçada pelo Big Brother: "Eles preferem ter audiências com ela do que respeitar a decisão da Lili e o estado de Direito".

Bruno de Carvalho revelou, ainda, que "há combinações com a produção": "Disseram me para fingir ciúmes do Kasha e da Lili, alinhei, pensei que era uma novela, mas depois percebi que as imagens que passaram cá para fora levaram as pessoas a pensar que eu era ciumento!"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG