Entrevista

Carla Vasconcelos: "Quando emagreço é para mim"

Carla Vasconcelos: "Quando emagreço é para mim"

Atriz que dá vida a Gisela na novela da TVI "Amar demais" já baixou alguns números na balança, mas garante não ser obcecada com o peso.

Foi em dezembro que Carla Vasconcelos despiu o papel de Gisela Goulart na novela "Amar demais", ainda em exibição na TVI. Gisela é "muito pragmática, não tem papas na língua", com muitas coisas com as quais se identifica. "A liberdade dela sentir que o problema não é ela ser gorda, mas sim os outros meterem na cabeça que ela é gorda. O preconceito não está nela, está nos outros", diz, enaltecendo a direção de atores.

Após o nascimento da filha Matilde em 2014, Carla perdeu muito peso, mas acabou por voltar às proporções que caracterizam a Gisela da ficção. Ainda assim, no primeiro confinamento, sem nada fazer, no Alentejo, com as gravações paradas por causa da pandemia, emagreceu dez quilos. De volta ao trabalho, as roupas foram apertadas e não se notou a diferença, e "não voltei a engordar". Em março, já sem exigências do raccord, começou a fazer o método Pronokal. Não sabe quantos números baixou na balança mas sente o efeito. De resto, "quando emagreço é para mim, por ter 1,59m e não poder pesar 100 quilos", garantindo que nunca teve complexos.

Carla diz que nunca será magra, muito por culpa da cortisona que lhe foi administrada quando, aos quatro anos, teve púrpura. "Ao fim de dois anos, com oito comprimidos por dia, numa idade em que o corpo só absorve, o metabolismo alterou-se completamente." Atualmente, diz-se "muito saudável, sem colesterol, sem problemas hormonais, triglicéridos, por ter tido sempre uma alimentação super saudável", além de praticar exercício físico.

Com uma carreira de 27 anos, Carla Vasconcelos já fez "muita coisa gira", mas são três as personagens de eleição, curiosamente todas com o mesmo nome: "Foi a Rosa num texto do "António Marinheiro" de Bernardo Santareno, que foi das coisas que mais gostei de fazer em teatro; a Rosa Romeiro da novela "Santa Bárbara"; e a Maria Rosa no espetáculo "Yaatra"".

A par da representação, a atriz também deu cartas como apresentadora, inclusive em "5 para a meia-noite". Nesse campo, "gostava muito de ter um "talk show e está nos meus planos. Se não for em Portugal, será noutro sítio qualquer. Se não for num canal de televisão, há de ser numa internet, pois sou uma comunicadora", confessa, "sem falsas modéstias".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG