Televisão

Namorar com agricultor e sogra casamenteira: nova polémica com SIC e TVI

Namorar com agricultor e sogra casamenteira: nova polémica com SIC e TVI

O despique entre SIC e TVI pelas audiências causou mais uma polémica, depois das estreias dos programas "Quem quer namorar com o agricultor?" e "Quem quer casar com o meu filho?".

Em ambos, um grupo de homens quer encontrar a cara-metade, enquanto as mulheres são postas à prova para tentarem conquistar os concorrentes masculinos.

Na estação de Queluz de Baixo, como o nome do programa indica, são as "sogras" a analisar as candidatas, mas as excessivas preocupações com os dotes domésticos das concorrentes, como se desejassem uma empregada e não uma companheira para os filhos, fizeram levantar um coro de protestos, que se viraram também para "reality show" da SIC.

Depois de celebrado o Dia da Mulher, a 8 de março, "dois programas aparecem em simultâneo, em horário nobre, com réplicas do que a sociedade se propôs combater há dois dias: ideias retrógradas com mulheres a exporem-se no que parece ser um leilão de gado ou perante questionários tipificados da "Crónica feminina" da futura sogra", escreveu Fernanda Freitas no Facebook.

Para Ana Garcia Martins, a autora do blogue "A pipoca mais doce", ambos "são uma vergonha para as mulheres". E acredita que também o seja "para muitos homens que não se reveem minimamente nisto", escreveu. A Associação Capazes acusou os formatos de serem "absolutamente degradantes para as mulheres" e de as colocarem em competição "pelo macho alfa e pelo seu dote, sujeitando-se às maiores humilhações".

As críticas foram rebatidas por Leonor Poeiras, apresentadora de "Quem quer casar com o meu filho?". "Alguma vez eu aceitaria apresentar um programa que trata a mulher como um objeto?", perguntou, no Instagram, garantindo: "Vamos mudar mentalidades! Que pena que ninguém tenha pensado no twist que este programa vai ter".

Queixas na ERC

O mau estar causado pelos programas já originou queixas à Entidade Reguladora da Comunicação Social, confirmou o regulador, sem dar mais pormenores.

Na guerra das audiências, quem ganhou foi a SIC. A TVI ainda antecipou a estreia , mas conseguiu apenas 1,11 milhões de espectadores, número que não conseguiu bater a audiência de "Quem quer namorar com o agricultor?". Conduzido por Andreia Rodrigues, foi visto por cerca de 1,5 milhões de portugueses.