Política

Quem é Berta Cabral?

Quem é Berta Cabral?

A antiga presidente do PSD/Açores Berta Cabral toma posse, esta segunda-feira, como secretária de Estado da Defesa do 19.º Governo Constitucional, substituindo Paulo Braga Lino no cargo e sendo a primeira mulher a assumir esta pasta.

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, o gabinete do primeiro-ministro informa que o presidente da República aceitou a proposta de exoneração de secretários de Estado e a de nomeação de novos titulares.

A social-democrata e antiga presidente da câmara de Ponta Delgada foi a candidata do PSD à Presidência do Governo dos Açores nas regionais de outubro passado e perdeu as eleições para o socialista Vasco Cordeiro.

Durante a campanha eleitoral, Berta Cabral assumiu posições bastante críticas em relação às políticas de austeridade do Governo, recomendando mesmo aos deputados sociais-democratas da região na Assembleia da República para votarem contra o Orçamento de Estado para 2013.

Na altura, a líder do PSD/Açores manifestou-se contra as medidas orçamentais apresentadas pelo Governo da República e salientou ter apresentado medidas para compensar o seu efeito recessivo.

"Os açorianos são inteligentes. Sabem que eu não sou Passos Coelho e sabem que os Açores não são o resto de Portugal continental", afirmou na altura.

Poucas semanas antes, a candidata do PSD à Presidência do Governo Regional, voltou a salientar as suas divergências em relação à linha política do Governo central, defendendo que os Açores "não precisam de mais austeridade" e que esta "não deve ser para as pessoas, mas para os governantes".

Berta Cabral pediu também "sentido de responsabilidade" aos governantes portugueses.

Numa entrevista à agência Lusa, a candidata do PSD à presidência do Governo dos Açores assumiu também uma posição divergente da do seu partido e do próprio Ministério da Defesa em relação ao caso do navio Atlântida.

Segundo Berta Cabral, o navio construído pelos Estaleiros Navais de Viana do Castelo e rejeitado pelo Governo socialista de Carlos César não deve ser aceite pelo Governo regional daquele arquipélago.

"O navio Atlântida, se não respeita o caderno de encargos, não pode ser aceite naqueles moldes", afirmou, alegando que a sua missão é "defender os Açores e, se o barco não serve os Açores, não vem para os Açores".

Berta Maria Correia de Almeida de Melo Cabra Cabral, licenciada em Finanças, em 1975, pelo Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, foi eleita pela primeira vez, em 2001, presidente da câmara de Ponta Delgada, a maior autarquia dos Açores, tendo abandonado o cargo em 2012, poucos meses antes das eleições regionais.

Atualmente, era deputada e vice-presidente na Assembleia Legislativa dos Açores.

Antes de chegar à câmara de Ponta Delgada, tinha sido secretária regional das Finanças e Administração Pública, diretora regional do Tesouro e diretora regional dos Transportes e Comunicações de governos regionais de João Bosco Mota Amaral.

Em 1991 integrou a administração da elétrica açoriana (EDA) e em 1994 foi nomeada presidente do Conselho de Administração da companhia aérea regional SATA.

ver mais vídeos