O Jogo ao Vivo

segurança

De que são acusados os hackers detidos pela PJ

De que são acusados os hackers detidos pela PJ

Perceba de que são acusados os alegados piratas informáticos que foram detidos esta quinta-feira.

A operação de combate à criminalidade informática e tecnológica C4R3T05 (CARETOS), desta quinta-feira, resultou na detenção de sete pessoas. Segundo a Polícia Judiciária, os detidos estão acusados de, alegadamente, terem participado em atos de "hacktivismo". Mas o que é "hacktivismo" e o que é que estes alegados piratas informáticos fizeram?

Hacking - Hacking tornou-se, hoje em dia, sinónimo de pirataria informática, mas o conceito de "hacker" é bem mais abrangente. Normalmente, um "hacker" é-o por conseguir alterar um sistema, por forma a dar-lhe uma função que não estava originalmente nos planos de quem o criou. Existem diversas formas de "hacking" mas a mais conhecida é a pirataria informática, em que os "hackers" fazem uso de computadores para executar os seus planos. Os "bons da fita" do mundo dos piratas informáticos usam os seus conhecimentos para o bem e são conhecidos como "white hats", pois trabalham com o intuito de proteger a segurança de um sistema. Quem tenta violar essa mesma segurança é conhecido como "black hat" e encarado como um criminoso.

Hacktivismo - É uma forma de ativismo realizada, como o próprio nome indica, por "hackers", ou piratas informáticos com objetivos ideológicos (e sem fins lucrativos próprios). É considerada uma atividade ilícita por parte das autoridades, pois pressupõe um ataque a um sistema informático, com um objetivo social ou político relevante para quem executa o ataque. As pessoas que decidem fazer este tipo de ataques são denominadas de hacktivistas. O mais conhecido grupo hacktivista do planeta chama-se "Anonymous" e nasceu em 2003.

DDoS - Um dos tipos mais comuns de ataque informático passa pela sabotagem, com um "Distributed Denial of Service", ou DDoS. Um DDoS acontece sempre que uma organização se vir privada de um recurso ou de acesso a um serviço por causa de um ataque coordenado de várias máquinas. Ou seja, sempre que um grupo quer fazer um DDoS, utiliza diferentes computadores e, ao mesmo tempo, envia pedidos e informações a um determinado servidor, obrigando o mesmo a desligar devido ao excesso de pedidos em simultâneo. Apesar de não ser um ataque intrusivo, pois, normalmente, ninguém acede a informação interna com esta tática, é um tipo de ataque fácil de executar e que, facilmente, consegue deitar abaixo um site em poucas horas, fazendo o seu alvo perder muito tempo...e dinheiro.

Defacing - É um tipo de ataque em que a página de apresentação ao público é modificada, normalmente para fazer passar uma determinada mensagem. Para conseguir executar um "defacing" é preciso entrar no servidor onde a página está alojada e substituir a mesma por uma página própria, redirecionando os utilizadores que consultarem o endereço original para a página que se quer mostrar. Funciona, assim, como uma espécie de assinatura digital para muitos piratas informáticos e é usada, muitas vezes, para passar mensagens ou ameaças a instituições. É uma das mais comuns armas usadas pelos hacktivistas.

Exfiltração de dados - A expressão não deixa muito espaço à imaginação. Uma exfiltração de dados acontece, como o nome deixa adivinhar, sempre que o atacante tem acesso não autorizado a informação particular, que consegue extrair de um determinado sistema. É uma das mais graves acusações que pendem sobre os suspeitos detidos esta quinta-feira, pois implica o acesso a um sistema fechado através de um ciberataque.