Andebol

Quintana com prognóstico muito reservado

Quintana com prognóstico muito reservado

O guarda-redes luso-cubano do andebol portista, informou fonte hospitalar, ao JN, na manhã desta quarta-feira, continua em coma induzido na unidade de cuidados intensivos do Hospital S. João. Alfredo Quintana, de 32 anos, prossegue "estável mas com prognóstico muito reservado".

O internacional luso sofreu, segunda-feira, uma paragem cardiorrespiratória no início do treino do F. C. Porto, quando a equipa se recreava a jogar futsal no Dragão Arena, casa das modalidades azuis e brancas. Uma TAC detetou um edema cerebral (acumulação de líquidos no cérebro), gerado pela longa paragem cardíaca. Está internado desde esse dia no Hospital S. João, no Porto.

Igualmente na manhã desta quarta-feira, o plantel de futebol sénior do F. C. Porto prestou-lhe nova homenagem, no arranque de mais uma sessão de treinos, no Olival. Sérgio Conceição e restante equipa técnica, juntamente com os jogadores, exibiram a camisola de jogo de Alfredo Quintana.

"Juntos com a família de Quintana", pode ler-se na fotografia que assinalou o momento e que o F. C. Porto partilhou nas redes sociais.

Na newsletter Dragões Diário desta quarta-feira, o F. C. Porto agradeceu a onda de solidariedade que se tem erguido por Alfredo Quintana. "A todas as pessoas e entidades que se têm solidarizado com a situação do guarda-redes de andebol do F. C. Porto, o nosso sincero obrigado. Neste momento difícil, recordamos as palavras proferidas pelo gigante luso-cubano em 2020: 'Tenho lutado desde que era criança. Não sou um sobrevivente. Sou um guerreiro extraordinário'. Força Quintana!".

Recorde-se que, na véspera, a equipa de andebol do Sporting entrou em campo, para um jogo europeu, com uma camisola branca com o número 1 e o nome de Quintana. Já os jogadores do Benfica, em partida do campeonato, alinharam todos com o nome de Quintana nas costas das camisolas de jogo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG