Pandemia

DGS rejeita decidir se Benfica pode competir

DGS rejeita decidir se Benfica pode competir

Depois de o Benfica ter detetado 17 novos casos de covid-19 entre plantel, equipa técnica e staff, remetendo para as autoridades de saúde uma decisão sobre se pode competir, a Direção-Geral da Saúde rejeitou responsabilidade e devolveu ao clube.

"A Autoridade de Saúde territorialmente competente, avaliadas as circunstâncias e o risco, decide sobre os jogadores que ficam isolamento, por motivo de doença, e sobre os jogadores que ficam em isolamento profilático, por serem considerados contactos de risco. A decisão quanto ao restante plantel é da responsabilidade dos clubes desportivos", comunicou a DGS, num esclarecimento enviado às redações, depois de o Benfica ter dado conta da situação epidemiológica na Luz.

As águias revelaram esta terça-feira que detetaram 17 novos casos de covid-19 entre jogadores, na sequência de uma ação de testagem realizada no sábado, não sendo ainda conhecido o número de atletas e elementos do clube que ficarão em isolamento. "Perante estes dados, na defesa da saúde pública e da integridade física dos atletas envolvidos, o Benfica remete para a DGS a decisão de se apresentar em competição nos próximos 14 dias", anunciou o clube.

O JN apurou também que Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, é um dos infetados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG