Liga das Nações

Fernando Santos: "A Suíça praticamente não existiu"

Fernando Santos: "A Suíça praticamente não existiu"

Selecionador nacional considera que, sobretudo na segunda parte, Portugal esteve melhor que a formação helvética.

Portugal foi derrotado na deslocação à Suíça por 1-0, com golo de Seferovic, e não teve a melhor exibição nesta edição da Liga das Nações. Após ter admitido que na primeira parte "a equipa demorou a encontrar-se", Fernando Santos considerou que esteve por cima dos adversários, sobretudo no segundo tempo. "Começámos a querer por a bola logo sistematicamente no Guedes, é um jogador veloz, mas havia que colocar mais a bola no primeiro e segundo terços e, depois, aí, acelerar forte. Empurrámo-los bem lá para trás e a Suíça praticamente não existiu mas o futebol é isto", começou por dizer o treinador.

Fernando Santos explicou que nos segundos 45 minutos Portugal "fez tudo bem o que tinha para fazer". "Criámos não sei quantas ocasiões. Faltou um bocadinho de definição. Foi a ansiedade do querer. Tivemos muitas coisas boas na segunda parte e acho que foi injusto este resultado", disse.

PUB

O selecionador nacional deixou ainda algumas críticas à equipa de arbitragem, liderada por Fran Jovic. "Não vou criticar mas quando se marca um penálti que não existe assim sem mais nem menos, quando há uma falta clara a meio-campo. Depois basta olhar para o número de faltas e tempo perdido. O quarto árbitro sabe bem o que aconteceu no jogo", referiu.

Com a derrota Portugal perdeu a liderança do grupo 2 para a Espanha, mas Fernando Santos afirmou não estar "chateado". "Queríamos seguir líderes, mas disse que o jogo decisivo iria ser com a Espanha [na última ronda]. A probabilidade é chegar a esse jogo em desvantagem, mas só dependemos de nós", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG