Futebol

Vieira: "Não estamos intervencionados na UEFA nem vivemos da boa vontade de créditos da banca de última hora"

Vieira: "Não estamos intervencionados na UEFA nem vivemos da boa vontade de créditos da banca de última hora"

Na inauguração da Casa do Benfica na Ilha Terceira, nos Açores, o presidente do Benfica reforçou o desejo da conquista pelo pentacampeonato e garantiu que os resultados desportivos foram conquistados "dentro de campo".

"As vitórias são mesmo a nossa praia mas não caíram do céu, bem pelo contrário. Resultaram de muito trabalho. No Sport Lisboa e Benfica, temos orgulho no passado e no presente, com resultados que têm sido conseguidos em campo. Neste clube, não temos um projeto pessoal, mas sim desportivo e empresarial de futuro, numa aposta clara de formação. As nossas vitórias são sempre por nós e sempre por nós, nunca contra ninguém. Respeitamos os nossos rivais, porque dão mérito e respeito às nossas vitórias. Conquistámos o tetra e não escondemos o desejo em vencer o penta. Todas as nossas vitórias foram conquistadas por mérito desportivo e pela força dos nossos adeptos. Só isso", começou por dizer o líder das águias.

O presidente do Benfica deixou, ainda, algumas bicadas a F. C. Porto e Sporting e apelou ao apoio dos adeptos na reta final do campeonato.

"Neste ano, os objetivos são claros: conquistar o penta e os títulos nas modalidades. Estamos na resta final da competição. Vamos criar uma verdadeira onde vermelha nestas batalhas que faltam. Temos tido bons resultados desportivos e na gestão e rigor financeiro. O nosso percurso tem sido feito com os pés bem assentes na terra. Não estamos nem intervencionados na UEFA, nem vivemos da boa vontade de créditos da banca de última hora. Ultrapassamos todas as dificuldades com muito trabalho, estamos de olhos postos no futuro", atirou.

"Nada nem ninguém nos fará desviar da rota. Somos o maior clube português e não contribuiremos para a destruição que se está a fazer, desta fantástica indústria que é o futebol. A sã rivalidade é o que devemos transmitir e o bom senso é uma exigência para todos sem exceção", acrescentou Luís Filipe Vieira.

ver mais vídeos