Hóquei em Patins

Jogador do Sporting pede desculpa após agressão no dérbi: "Foi um dia triste"

Jogador do Sporting pede desculpa após agressão no dérbi: "Foi um dia triste"

O hoquista do Sporting Henrique Magalhães revelou, este domingo, que pediu desculpa "diretamente" a Pablo Álvarez, do Benfica, pela agressão ocorrida no sábado, no dérbi de Lisboa, marcado por vários incidentes entre jogadores.

"Não me revejo minimamente neste tipo de atitude e já pedi desculpa diretamente ao Pablo Álvarez, que é um colega de profissão que merece todo o meu respeito", disse Henrique Magalhães numa publicação na rede social Facebook.

PUB

E acrescentou: "Nesse sentido não posso deixar de pedir desculpa, também, ao Sporting Clube de Portugal, aos adeptos e, essencialmente, ao mundo do desporto pelo meu ato irrefletido de ontem [sábado] que, em nenhuma circunstância, tem justificação. Toda a gente tem um dia mau na vida e ontem foi o meu".

O hoquista agradeceu ainda as mensagens de apoio que recebeu e garantiu que vai continuar a trabalhar e a mostrar dentro do campo o atleta que sempre foi, com "humildade e 'fair play'".

No sábado, alguns jogadores de Benfica e Sporting envolveram-se em agressões durante e no final da segunda partida das meias-finais do play-off de apuramento do campeão nacional de hóquei em patins, no pavilhão da Luz.

Na sequência destes incidentes, Ângelo Girão e Toni Pérez, do Sporting, e Pablo Álvarez, do Benfica, foram sancionados com cartão azul, enquanto o sportinguista Henrique Magalhães foi expulso.

O Benfica venceu o segundo jogo da meia-final por 3-2 e igualou a eliminatória, depois de o Sporting ter vencido o primeiro encontro (2-1 no desempate por grandes penalidades, após o empate 2-2 no tempo regulamentar).

As duas equipas voltam agora a encontrar-se na terça-feira, às 20 horas, no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, no terceiro encontro das meias-finais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG