Jogos Olímpicos

Nelson Évora: "O Pichardo há-de aprender com a vida"

Nelson Évora: "O Pichardo há-de aprender com a vida"

O antigo medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008 não teve rodeios e garantiu que, caso se encontrasse com Pichardo na pista, em Tóquio, não tomaria a iniciatva de o cumprimentar.

Após se ter lesionado e ficar afastado da final do triplo salto, Nelson Évora foi questionado sobre se o também português Pedro Pablo Pichardo, que terminou a qualificação no primeiro lugar, com 17,71 metros, o cumprimentaria se estivesse na pista na altura, e Nelson Évora garantiu que não.

"Não sei porquê, não por mim, mas não teria de ser eu a abraçá-lo. O Pichardo há-de aprender com a vida. Espero que tudo lhe corra muito bem", respondeu o atleta.

PUB

Nelson Évora saltou 15,39 metros, tendo ficado fora o pódio e dos 12 melhores., e comunicou a saída dos Jogos Olímpicos.

"É o adeus aos Jogos Olímpicos. À carreira, não está em cima da mesa ainda. Aos Jogos é, sem dúvida. Tenho 37 anos e acho que tenho de fazer já um percurso de saída. Não tenho nada a provar. Queria divertir-me, o que me deixou mais emocionado foi que logo o primeiro ensaio correr como correu e não poder desfrutar da prova", revelou.

Pichardo saltou 17,71 metros e garantiu um lugar na final de triplo salto, a disputar na madrugada de quinta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG