Coimbra

Polícia recorre à violência contra adeptos do F. C. Porto

Polícia recorre à violência contra adeptos do F. C. Porto

Alguns adeptos do F. C. Porto que se concentraram numa das margens do rio Mondego, em Coimbra, onde assistiram à final da Taça de Portugal, pela televisão, foram vítimas de uma intervenção da Polícia.

Os desacatos verificaram-se logo a seguir ao segundo golo dos azuis e brancos, marcado por Mbemba.

Segundo relatos de presentes no local, a Polícia perseguiu os adeptos até ao Mototurismo do Centro, em Coimbra, e expulsou-os com recurso à violência.

"Estávamos aqui numa festa privada quando chegou um grupo de portistas identificado com símbolos dos Super Dragões", disse ao JN o presidente do Mototurismo do Centro, Ricardo Figueiredo. "Nem estávamos preparados e ainda tive de ir buscar bifanas, mas portaram-se sempre muito bem", acrescentou.

"Depois, apercebi-me de uma movimentação, mas não sei o que se passou", contou. "De seguida, aconteceu aqui a carga policial, mas sinceramente, não sei o que a originou. Aqui, com eles [adeptos do F. C. Porto] não houve problemas", acrescentou Ricardo Figueiredo.

Segundo apurou o JN, os incidentes aconteceram ainda durante o jogo. Alguns portistas terão perseguido um carro com adeptos do Benfica que passou pelas imediações da esplanada onde estavam concentrados, motivando a reação da polícia, que estava de vigilância no local.

De acordo com uma testemunha ouvida pelo JN, os adeptos portistas refugiaram-se nas instalações do Mototurismo do Centro, em Coimbra, e foram expulsos pela polícia à bastonada.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG