Exclusivo

Maioria dos salários perde poder de compra em 2022

Maioria dos salários perde poder de compra em 2022

Quem tem remuneração mínima vê parte do ganho ser anulado. Restantes trabalhadores vão sentir perda do poder de compra.

Cerca de um quarto dos trabalhadores portugueses recebe o salário mínimo nacional, que terá um aumento de 4,7% no próximo ano, mas metade desse valor será anulado pela inflação (2,6% em novembro passado). Os restantes trabalhadores vão sentir perda do poder de compra, visto que o aumento dos salários médios será igual à inflação e o ganho mensal médio recuou 1% até setembro. Os economistas dividem-se entre considerar que há margem para aumentar salários, sem que isso crie desequilíbrios económicos, ou que as empresas não têm possibilidades de o fazer, dada a carga fiscal e o incremento de custos de produção, como a subida dos preços da energia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG