Exclusivo

Chegavam a tirar 100 mil quilómetros aos carros antes de os venderem

Chegavam a tirar 100 mil quilómetros aos carros antes de os venderem

O Tribunal de Sintra começa a julgar, esta terça-feira, uma rede que adulterou carros importados e que depois os pôs à venda em stands, burlando os clientes e o Fisco em milhões de euros. O caso resultou de uma investigação da GNR e vai sentar no banco dos réus duas dezenas de arguidos, por centenas de crimes.

O processo West Price, como ficou conhecido, tem 20 arguidos, entre eles um militar da GNR. Há duas dezenas de sessões já marcadas entre os meses de abril e setembro. As alegações finais devem acontecer no final do verão.

O grupo chefiado, por dois casais de Mafra e Torres Vedras, montou uma gigantesca burla na importação de veículos e fraude ao Estado entre os anos de 2016 e 2020. O esquema consistia na redução da quilometragem das viaturas, por vezes em mais de 100 mil quilómetros, para valorizar e vender os automóveis a particulares de todo o país através de stands automóveis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG