Premium

Correio entrega armas a criminosos portugueses

Correio entrega armas a criminosos portugueses

Armamento comprado em países do Leste através da Internet chega às organizações criminosas em simples encomendas postais. PSP está a construir Banco de Provas para combater tráfico de armas em Portugal.

A compra de armas de fogo no mercado negro internacional já não é feita em negócios cara a cara. Agora, as organizações criminosas portuguesas compram as pistolas através da Internet, em países como a Eslováquia, República Checa e Bulgária, e recebem a encomenda postal em casa.

Esta mudança de paradigma está plasmada no Estudo Global do Tráfico de Armas 2020, do Gabinete das Nações Unidas Contra a Droga e o Crime. "Os traficantes usam métodos em que seu envolvimento físico é reduzido e que pode ser visto como menos arriscado. Os traficantes de alguns países usam a Internet aberta ou a Darknet [Internet clandestina usada por criminosos] para o tráfico de armas de fogo. Isso incluiu a Eslováquia, a Espanha, a Líbia e, em particular, Portugal, onde foram detetadas transações ilegais originárias da União Europeia", descreve o relatório das Nações Unidas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG