Exclusivo

Diretor e dois oficiais da PSP suspeitos de mentir em tribunal

Diretor e dois oficiais da PSP suspeitos de mentir em tribunal

Dois oficiais e o diretor do Núcleo de Deontologia e Disciplina (NDD) da PSP do Porto, Roma Filipe, são suspeitos de terem mentido em tribunal. No julgamento em que dois subcomissários respondem pelos alegados crimes de falsificação do auto de notícia sobre a morte de um jovem assaltante, no Porto, em 2016, o Ministério Público (MP) requereu a extração de certidões dos depoimentos daquelas três testemunhas, para avançar com procedimento criminal contra as mesmas.

O advogado Lourenço Pinto, que defende os dois subcomissários arguidos, também anunciou queixas contra um chefe da PSP e contra um perito da Polícia Judiciária, mas veio a desistir da intenção.

No Tribunal do Bolhão, no Porto, os subcomissários Jean Carvalho e Rui Dias estão acusados de terem falsificado o auto de notícia que relata a morte de André Gomes, que tinha 16 anos e, na noite de 30 de agosto de 2016, teria participado num assalto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG