O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Empresários compravam carros furtados para vender peças

Empresários compravam carros furtados para vender peças

Três empresários de Famalicão e da Trofa ligados ao ramo automóvel, um deles com cadastro, e cinco mecânicos vão ser julgados por adquirirem viaturas furtadas para as desmantelar e vender as peças ou usá-las na reparação de outras viaturas.

O processo tem mais nove acusados por furto e venda de peças apreendidas num armazém. Em causa estão crimes de recetação, furto e contrafação ou falsificação de documentos.

Segundo a acusação, os dois empresários famalicenses, irmãos, compravam os automóveis, sobretudo de gama alta, por valores entre 1500 e 2000 euros. A eles juntou-se um mecânico, que também operava sozinho e depois outro mecânico. Para desmantelarem as viaturas, os empresários usavam a oficina que exploravam em Vale S. Cosme e arrendaram um espaço na freguesia de Mouquim, tal como fez um dos mecânicos, mas na freguesia do Louro, Famalicão. Ao dono de uma sucata em Barcelos alugaram um armazém, em Nine, para o mesmo fim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG