Reação

Gonçalo Amaral destaca "vitória" da Justiça e volta a acusar casal McCann

Gonçalo Amaral destaca "vitória" da Justiça e volta a acusar casal McCann

Ex-inspetor da Polícia Judiciária Gonçalo Amaral elogia decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e mantém opinião de que os pais de Maddie são os principais suspeitos do seu desaparecimento.

Gonçalo Amaral frisa que a decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) significa "a vitória do sistema de Justiça português e de todos os que defendem a liberdade de expressão e de opinião". "A estratégia dos autores da queixa falha há 15 anos e falhou novamente. Nem com a criação de um falso suspeito, os pais da Maddie conseguiram influenciar a decisão do TEDH e limpar a sua imagem. Foi uma derrota estrondosa", refere o ex-inspetor da Polícia Judiciária.

Ao JN, Gonçalo Amaral defende que Kate e Jerry McCann "continuam a ser os principais suspeitos" do desaparecimento da criança. "Nada do que foi feito até agora desmente o relatório feito pelo inspetor-chefe Tavares de Almeida, em 2007, e que aponta para uma morte acidental, simulação de rapto e ocultação de cadáver", justifica.

PUB

O homem que começou por liderar a investigação ao desaparecimento de Maddie McCann insiste nas críticas ao casal inglês, acusando-o de estar "mais preocupado com a limpeza da sua imagem do que em encontrar a filha".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG