Famalicão

Homicida que escondeu crime mais de uma década condenado a oito anos de prisão

Homicida que escondeu crime mais de uma década condenado a oito anos de prisão

O homem de 57 anos que matou um amigo a tiro de caçadeira e enterrou o corpo em 2008, em Landim, Famalicão, foi condenado por homicídio a oito anos e 10 meses de prisão e a pagar 95 mil euros à família da vítima.

O crime só foi descoberto cerca de 11 anos depois, quando o indivíduo confessou o crime às autoridades. Só nessa altura é que o corpo foi descoberto e a família ficou a saber o que tinha acontecido a João Paulo Azevedo, à data da morte com 34 anos.

Manuel Costa confessou o crime em 2018 para que "a alma" da vítima "pudesse ter paz" e porque a consciência lhe pesava.

PUB

Durante 11 anos foi desconhecido o paradeiro de João Paulo e, só em 2018, quando Manuel Costa confessou o crime às autoridades, e disse onde tinha enterrado o corpo, se soube o que lhe tinha acontecido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG