Vandalismo

Caixotes do lixo incendiados em Setúbal pela segunda noite consecutiva

Caixotes do lixo incendiados em Setúbal pela segunda noite consecutiva

Continuam, pela segunda noite consecutiva, os atos de vandalismo nas ruas de Setúbal. Desta vez, caixotes do lixo foram incendiados em zona controlada pela esquadra da Bela Vista.

"Temos algumas situações na noite de hoje que estamos a acompanhar de perto. Trata-se de caixotes do lixo incendiados em vários locais da Bela Vista, em Setúbal, cerca de uma dúzia de ocorrências até ao momento", disse à agência Lusa fonte da PSP, cerca das 00.30 horas, adiantando que os incidentes ocorreram em "locais distantes e em diversas ruas na zona".

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal disse que os bombeiros foram chamados para três ocorrências - incêndios em caixotes do lixo - durante o dia de terça-feira na Bela Vista e pelo menos para mais seis ocorrências desde o início da noite.

A PSP reforçou o policiamento com elementos da Unidade Especial de Polícia na Bela Vista, em Setúbal, e em algumas zonas de Loures e Odivelas, na sequência de incidentes registados durante a noite.

Na madrugada de terça-feira, a esquadra da PSP do bairro da Bela Vista, em Setúbal, foi atacada com "cocktails molotov". Em Odivelas e na Póvoa de Santo Adrião, em Lisboa, várias viaturas foram incendiadas e 11 caixotes do lixo foram destruídos com recurso ao mesmo método. Uma pessoa foi detida na sequência dos incidentes.

Em comunicado, a PSP adianta que não há indícios de que os atos de vandalismo estejam associados à manifestação se segunda-feira, contra uma intervenção policial no bairro da Jamaica, no Seixal.

Quatro detidos em manifestação anti-racismo

Na segunda-feira, quatro pessoas foram detidas na sequência do apedrejamento de elementos da PSP por parte de moradores do bairro social da Jamaica, no Seixal, distrito de Setúbal, que protestaram em Lisboa, frente ao Ministério da Administração Interna, para dizer "basta" à violência policial e "abaixo o racismo".

O protesto teve como motivo a intervenção policial realizada no domingo de manhã no Bairro da Jamaica, quando a PSP foi alertada para "uma desordem entre duas mulheres", tendo sido deslocada para o local uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal. Na ocasião, um grupo de homens reagiu à intervenção dos agentes da polícia quando estes chegaram ao local, atirando pedras. Um agente da PSP e cinco civis ficaram feridos sem gravidade.

A ação das autoridades levou a associação SOS Racismo a apresentar uma queixa ao Ministério Público, alegando que as agressões forma "absolutamente injustificáveis e inaceitáveis".

ver mais vídeos