Crime

Regressou a casa para se matar com a caçadeira do pai

Regressou a casa para se matar com a caçadeira do pai

O presumível homicida, suspeito de na segunda-feira ter matado a sogra e esta terça-feira a filha de dois anos, no Seixal, suicidou-se em Castanheira de Pera, junto à casa dos pais, com a arma do progenitor.

Pedro Henriques, de 39 anos, deixou a pacata vila do distrito de Leiria há mais de 15 anos, sendo, por isso, poucas vezes visto na casa onde os pais ainda vivem. Entre os habitantes de Castanheira de Pera são poucos os que se recordam do antigo segurança.

Foi junto à moradia da família que esta terça-feira pôs fim à vida, pouco depois de ter alegadamente assassinado a filha de dois anos, no Seixal. Terá viajado do Seixal até ao Pombal de comboio antes de chegar a Castanheira de Pera.

Segundo apurou o JN, o homem utilizou uma caçadeira do pai e foi encontrada por um funcionário camarário num caminho de terra, a cerca de 100 metros da habitação dos progenitores.

O homem, que estaria desempregado, é o mais novo de três irmãos e ontem deveria ter marcado presença numa audiência relacionada com a regulação da paternidade.