Exclusivo

Investigados negócios de 35 milhões com 17 jogadores no F. C. Porto

Investigados negócios de 35 milhões com 17 jogadores no F. C. Porto

Ministério Público suspeita que presidente dos azuis e brancos delineou esquema com o filho e o empresário Pedro Pinho para ficar com parte das comissões pagas nas transferências de futebolistas

O Ministério Público (MP) suspeita que o presidente do F. C. Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, delineou com o filho Alexandre Pinto da Costa e com o empresário de jogadores Pedro Pinho um esquema para arrecadar parte das comissões pagas pela SAD azul e branca na compra e venda de futebolistas. Os procuradores acreditam que o plano foi engendrado, pelo menos, desde 2012 e envolveu, até ao ano passado, negócios com 17 jogadores e cerca de 35 milhões de euros pagos em despesas de intermediação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG