Exclusivo

João Rendeiro processa África do Sul se não for libertado

João Rendeiro processa África do Sul se não for libertado

Defesa do ex-banqueiro admite que a medida está a ser "considerada". Advogada considera que 2200 euros "é um grande valor para uma fiança".

A defesa de João Rendeiro alega que os menos de 2200 euros que o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) se propõe a pagar de fiança são um montante muito elevado para a realidade sul-africana. E adianta que pondera processar o Estado da África do Sul se o antigo banqueiro não for libertado hoje. Em causa está, alegam os advogados, uma detenção ilegal, efetuada com base em mandados obtidos com documentos inválidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG