Jogo Duplo

Leixões impedido de participar nas ligas profissionais e prisão para cabecilhas de rede de viciação de resultados

Leixões impedido de participar nas ligas profissionais e prisão para cabecilhas de rede de viciação de resultados

O Tribunal Central Criminal de Lisboa condenou, esta sexta-feira, a penas de prisão entre os cinco anos e meio e os seis anos e nove meses os três cabecilhas de uma rede de viciação de resultados de jogos da II liga de futebol, na época 2015/2016. O Leixões foi condenado a multa por corrupção ativa e ficará impedido de participar nas ligas profissionais durante dois anos.

O coletivo de juízes deu como provado que Gustavo Oliveira, empresário, Carlos Silva "Aranha", elemento da claque portista "Super Dragões", e Rui Dolores, ex-futebolista, constituíam a cúpula de uma organização criminosa em Portugal, contactando com investidores malaios, que traziam o dinheiro para Portugal, com vista à obtenção de lucros com apostas fraudulentas e manipulação de resultados. Vários jogadores terão sido pagos para perder os jogos em que participavam.

Dois futebolistas - Hugo Guedes "Moedas" e João "Carela" - foram punidos com penas de prisão efetiva entre os cinco anos e os dois meses e os cinco anos e nove meses. Outros 19 arguidos, incluindo o ex-campeão do mundo de Sub-20 Abel Silva, foram condenados a penas suspensas e um 20.º a uma pena de multa.

O tribunal condenou ainda o Leixões Sport Clube a pagar 60 mil euros de multa por um crime de corrupção ativa em competição desportiva. O clube fica ainda proibido, a partir do momento em que a decisão transite em julgado, de participar durante dois anos na primeira e segunda ligas de futebol.

A generalidade dos arguidos fica ainda impedida de participar - enquanto jogadores, treinadores ou dirigentes desportivas - nas competições profissionais de futebol, por períodos que chegam aos três anos e meio.

Só um dos acusados foi absolvido de todos os crimes.

Alguns dos arguidos terão ainda de indemnizar em 100 mil euros o Clube Oriental de Lisboa por danos morais.

Além das do Oriental e dos Leixões, foram ainda abrangidos pelo esquema partidas da Oliveirense, do Penafiel, do Freamunde, do Covilhã, do Atlético e do Olhanense.

A defesa de vários arguidos já anunciou que vai recorrer da decisão.

Leixões vai recorrer

Fonte do Leixões disse ao JN que a SAD vai recorrer da sentença. Uma conferência de imprensa será marcada para a próxima segunda-feira, a fim de esclarecer a posição do clube.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG